[Bate Papo] Fiasco

Rod Reis e Rey Ooze conversam sobre um dos melhores RPGs da atualidade, FIASCO de Jason Morningstar.

Conceitos, playsets, dificuldades e experiências são compartilhadas nesse podcast que pode ajudar muito quem quer conhecer o jogo ou já joga.

Links relevantes:

Site da Retropunk

Bully Pulpit Games

Para fazer o download do podcast clique AQUI

Assine o feed do podcast

[audio http://m.podshow.com/media/25908/episodes/292307/rpgradio-292307-08-15-2011.mp3]
Anúncios

7 respostas para “[Bate Papo] Fiasco

  • Rodrigo Quaresma

    Da tradução de Fiasco pela Retropunk, eu só achei um defeito: Os playsets que vêm no livro não têm o “X da questão” definido, só as tabelas e uma imagem. Sem esse resuminho do playset em si, o playset acaba se tornando inútil.
    “Ah, e esse playset aqui da picareta? é sobre o quê?”
    “Sei lá, não tem o resumo, tem que olhar o arquivo em inglês que lá tem o resumo. Tá com laptop aí?”
    “Não.”
    “Então fudeu, vamo jogar Rio 40 Graus mesmo que a gente já sabe o que é!”

    PS.: Estava postando enquanto ouvia, e o Oose comentou sobre fazer o colega tímido interpretar um romance com outro cara… Eu fiz isso em duas das três vezes que jogamos aqui xD

    • Rodrigo Quaresma

      Outro adendo, nesse fim de semana, selecionei uma relação de romance entre dois colegas, um deles estava jogando pela primeira vez.

      O que já tinha jogado antes, das outras duas vezes que jogamos, teve uma “saída” GENIAL para a situação: A personagem dele era umA polícial corrupta MUDA.

    • rpgradio

      Os playsets do livro básico não tem a descrição mesmo, só os outros q tem no site da Bully Pulpit

  • Marcos

    um fiasco do Evil Dead seria demais…

  • Luiz Samico

    Pô, que coincidência falarem do Dragonslayers aí, eu traduzi esse cenário hoje e mandei pra Retropunk…

  • Romani

    Fala Rod Reis, meuito bom o papo entre você e o Ooze, achei demais, e foi bacana que vocês acabaram apresentando uma visão bem interessante do jogo, não é por que o jogo chama-se FIASCO que precisamos forçar que isso aconteça. O Sentimento de ferrar os outros acaba terminando mesmo, e dando margem para muitos tipos de jogos. Parabéns.
    Olha, eu tenho um cenário que estou trabalhando, poderia mandar para você dar uma olhada?, se o Ooze pudesse ver também seria massa.

    Valew

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: